Gerlandy Leão

Depois de contornar com o anular a face do seu rosto resolveu perguntar:

– Por que acabou?

Ela sonolenta, que alternava entre dormir e manter-se acordada responde ainda de olhos fechados.

– Hum, Porque mesmo.

– Isso não é resposta. Tem que ter um motivo, foi ciúme, traição, brigas…

– Ah! Sei lá. Tudo que tem começo tem fim, né?

Inquieto, vira o corpo e a deixa dormir um pouco, mas interrompe novamente:

– Há quanto tempo?

Há muito tempo.

– Muito tempo como assim?

– Não importa.  Até porque eu deixei de contar.

– Ele foi único?

– Ele foi o único.

– Por isso importante?

Com o rosto enterrado na cama, com a mão estendida na direção dele, dedilha em seu cabelo enquanto responde:

– Tudo na minha vida é importante.

Ele sorri, mas ela não percebe por tentar dormir.

– E ele é bonito?

Já incomodada, vira-se para o outro lado e põe a cabeça embaixo do travesseiro, sendo perturbada novamente:

– E então, ele é bonito?

– Por que você quer saber? Você é incomparavelmente mais bonito.

– O que ele faz?

– Ai que saco. Eu não tenho mais notícias dele.

– Como vocês se conheceram?

– Numa época muito doida. Eu quero dormir agora, posso?

– Mas onde?

– Aqui mesmo. Essa cama é tão macia.

– Não foi isso que perguntei. Quero saber onde vocês se conheceram.

Inquieta ela se vira para ele e o encara:

– Olha, eu ainda era estudante.  Apenas estudante, mera estudante, antes que diga que ainda estudo.

Ah! Então ele foi seu amor. Seu grande amor de colégio, inesquecível amor…

Irritada ela levanta e colhe as peças de roupa largadas pelo quarto levando-as para o banheiro. Enquanto tenta se vestir, consegue finalmente concluir o que nunca se propusera a pensar durante tanto tempo. Enrolada em uma toalha retorna para o quarto e o admira estendido na cama. Orgulha-se de tê-lo tão belo perto de si. Aproxima-se e retira o antebraço que cobre sua visão e entre um leve sorriso responde:

– Se amor é para sempre então não amei. Mas se tem fim… Sim, amei. É pretérito, é passado, logo não amo mais, pois realmente morreu.

Satisfeito ele apenas a abraça.

Anúncios