Uncategorized


eu voltarei he-man

Anúncios

Explico já

Gerlandy Leão

viagem_rio 027

Porque quem tem amigo no Brasil todo e não tem dinheiro para visitá-los, é só marcar em algum momento, em alguma conexão. Nossa amizadeé alimentada por nos conectarmos e nos vemos assim.

Obrigada amigos

Gerlandy Leão

 

 

 

 

 

 

 

Parafraseando aquele filme, eu poderia ter morrido naquela hora. Tava fudendo meu estômago, mas realizava um desejo reprimido há tanto tempo. Passada uma semana meio tristonha, não me perguntem o por quê, mulher é cheia dessas coisas. Uns chama frescuras, outros tpm, eu nem sei. Tava assim, vazia, me faltando algo. Os últimos meses ajeitando a vida, inclusive a saúde, tive alguns alimentos tirados do dia-a-dia, (maldita gastrite!) apesar de ter o chopp liberado pelo médico (vai entender? Eu nem mesmo gosto de chopp. Ta, cachaça, vodka e afins sim). Mas hoje me veio uma vontade repentina de comer algo diferente. Limpava o fogão na cozinha e pensei alto: “que vontade de comer uma manga verde com sal”. Minha irmãzinha mais que depressa, me disse que arranjaria na hora que eu quisesse. Nem sabia que teria uma manga àquela altura do campeonato, mas tinha, criança sempre encontra algo nos lugares que você imagina ir, elas já foram e exploram. “Minha filha só se for agora”.

E ela apareceu com uma manga linda e deliciosa. E nos passamos para a danada. Nem quis saber onde diabos aquilo tinha aparecido, a minha droga, mas fui sincera: “não faça isso. Coma só esse pedacinho”. É um pagamento por tamanha generosidade, mas deixei bem claro que não era um comportamento saudável. Deve ter sido a manga mais deliciosa que já comi, não o seu sabor simplesmente, mas as lembranças que me despertou, e como viajei para infância. Acho minha irmã quieta na frente do que eu fazia em sua idade. Não é a toa q tenho as pernas cheias de cicatrizes, era só queda. Não consigo nem imaginar como ficaria se isso acontecesse com ela, eu morreria. Mas agora só cuido da saúde. Tão jovem , mas tão velha. Minhas aventuras se limitam a comer uma manga verde com sal. Fiquei tão emocionada que me engasguei, e pensei vou morrer. Tossi, tossi, mas finalmente voltei a respirar. Não morri, mas pensei que teria morrido feliz, fazendo algo que estava gostando.

Só não estou mais contente porque voltei a lembrar dessa minha aventura. To morrendo aqui de dor, mas a dor só não é maior porque estou feliz, to muito feliz.

Gerlandy Leão